Sites Grátis no Comunidades.net

Alcoólicos Anónimos Grupo 1 de Maio


TAGSAlcoolismo alcoolismo alcoólicos anónimos alcoolicos anónimos drogas solidão solidão depresão depresao angustia, ajuda, aa a.a AA grpos grupos auto ajuda auto-ajuda passos tradições tradicoes ajuda on line médicos clínicas medicas homens mulheres jovens consumo noites festas coragem coragem de mudar sapo Iol clix aeiou bela cena belacena centros cral.cras centros de tratamento Lisboa porto espinho Algarve ferias condução policia acidentes efeitos ALCOOL Benfica Sporting porto acores AÇORES madeira ilha ilhas Áreas AREAS parar de Beber so por hoje só alegrias tristezas comprimidos medicamentos drunfos efeitos efeitos de drogas dependências miséria relacionamentos casamentos divórcios filhos família famílias CHAT NOS
Total de visitas: 154785
9ª Tradição de A.A.

NONA TRADIÇÃO

ALCOÓLICO ANÓNIMOS, COMO TAL, NUNCA DEVERÁ ORGANIZAAR-SE
MAS PODEMOS CRIAR JUNTAS OU
COMISSÕES DE SERVIÇO DIRECTAMENTE RESPONSÁVÉIS PERANTE AQUELES QUE
SERVEM.


Quando a NONA TRADIÇÃO foi escrita pela
Primeira vez, dizia que “alcoólicos anónimos só
Precisa de um mínimo de organização possível”.
Anos depois ,mudámos de opinião a este respeito.
Hoje podemos dizer com segurança que alcoólicos
Anónimos -AA como um todo - não se deverá de
Modo nenhum organizar. Depois, em aparente contradição, criámos conselhos de serviço especiais e comissões que, em si próprios são organizado. Como podemos, então, ter um movimento não organizado que de facto criar. Ele
Próprio uma organização de serviço? Sondando este quebra-cabeças as pessoas perguntam”o que
Querem dizer com isso de não terem organização”? Vejamos. Já alguém ouviu falar de uma nação, igreja, partido político, até mesmo de uma associação de beneficência que não telha regras para os seus membros? De uma sociedade
Que não possa, de alguma forma, disciplinar os seus membros e impor a obediência a regras
E regulamentos necessários? Não é verdade
Que quase todas as sociedades no mundo
Autorizam alguns dos seus membros a impor
Obediência ao cumprimento das regras aos outros
E a punir ou expulsar os infractores? Por conseguinte, todas as nações e, de facto, qualquer tipo de sociedade devem ter um governo administrativo por seres humanos. O poder de dirigir ou governar é, em toda a parte, a próprio essência da organização.
Contudo, alcoólicos anónimas é uma excepção porque não se ajusta a este modelo. A sua conferência de serviços gerais o conselho da fundação, assim como o comité do mais humilde grupo não têm poderes para emitir uma única ordem a um membro de AA e fazer com que seja cumprida e muito menos ainda infligir qualquer punição. Tentámo-lo inúmeras vezes, mas o resultado é sempre um rotundo fracasso. Alguns grupos tentaram expulsar membros, mas os que tinha sido banidos voltavam ás reuniões dizendo :
“isto para nós é vida . Vocês não podem fechar-nos
A porta”.Alguns comités deram instruções a variadíssimos membros de AA para não continuarem a ajudar os reincidentes crónicos, obtendo como isso só este resposta:”A forma como eu faço o décimo segundo passa só a mim me diz respeito. Quem são vocês para julgar”?
Isto não significa que um AA não esteja disposto a aceitar conselho ou sugestões de membros mais experientes, mas certamente não aceitará ordens .
Quem é mais impopular do que um membro mais antigo de AA, cheio de sabedoria, que se muda para outras áreas e tenta dizer ao grupo como dirigir os seus assuntos? Ele e todos os que como ele, “se inquietam pelo bem -estar de AA”.
Deparam com a resistência mais obstinada ou, pior ainda ,com a troça.
Poder-se-ia pensar que o escritório central em nova Iorque fosse uma excepção. Aí as pessoas certamente, deveriam ter alguma autoridade.
Mas os custódios e funcionários descobriram
Há muito tempo que não poderiam fazer mais do que dar sugestões, e mesmo assim tempo brandas.
Tiveram até de cunhar frases, feitas que ainda aparecem em metade das cartas que escrevem:
“Claro que tem toda a liberdade de tratar desse assunto como entender. Mas a experiência da maioria dos AAS parece indicar que….”Esta
Atitude é muito diferente da de um governo central, não é ? Reconhecemos que não se pode dar ordens aos alcoólicos - individual ou colectivamente.
A propósito disto, podemos ouvir um membro do clero exclamar,”fazem da desobediência uma virtude!”Um psiquiatra acrescenta,”! Um psiquiatra acrescenta,”garotos insubordinados!
Não crescem nem se adaptam aos costumes da sociedade!” O homem da rua diz,”não percebo. Devem estar doidos ! “Mas todos estes observadores não se aperceberam de algo que é único em alcoólicos anónimos. A não ser que cada
Membro de AA siga, o melhor que for capaz, os nossos dozes passos sugeridos para a recuperção
Ele assinará quase de certeza a sua própria sentença de morte . A sua embriaguez e degradação não são penas impostas por qualquer autoridade; resultam da sua desobediência pessoal a princípios espirituais.
A mesma ameaça implacável aplica -se ao próprio
Grupo. A não ser que haja um cumprimento idêntico das DOZES TRADIÇÕES DE AA ,grupos também podem deteriorar -se e morrer. Assim, nós de AA, obedecemos a princípios espirituais, primeiro porque temos de o fazer, e em último análise, porque amamos o modo de vida que essa obediência nos traz. O grande sofrimento e o grande amor são os princípios que disciplinam AA; não precisamos de outros.
Torna -se evidente agora que nunca deveremos nomear juntas para nos governar, mas é igualmente claro que precisaremos sempre de deixar que colaboradores nos prestem serviço. É a diferença entre o espírito da autoridade investida e o espírito de serviço, dois conceitos que, por vezes, estão em pólos opostos. É nestes espirito
De serviço que elegemos o comité informal rotativo do grupo , o intergrupo para a área e a conferencia de serviços gerais de alcoólicos anónimos para AA como um todo. Até a nossa fundação , outrora independente, é agora directamente responsável perante a nossa comunidade. Os seus custódios são os guardiães e zeladores dos nossos serviços mundiais.
Assim como o objectivo de cada membro de AA é a sobriedade pessoal, o objectivo dos nossos serviços é colocar a sobriedade ao alcance de todos os que a querem. Se ninguém fizesse as tarefas do grupo , se o telefone da área não fosse atendido se não respondêssemos ás cartas então AA como o conhecemos deixar de existir. As nossas linhas de comunicação com aqueles que precisam da nossa ajuda seriam cortadas.
AA tem de funcionar mas ao mesmo tempo tem de evitar os perigos de grande riqueza, prestígio e poder desmedido que são necessariamente uma
Tentação noutra sociedades . Embora a NONA TRADIÇÃO pareça a primeira vista lidar com assuntos puramente práticos na sua aplicação efectivos revela uma sociedade sem organização verdadeira comunidade.


Criar um Site Grátis   |   Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net