Sites Grátis no Comunidades.net

Alcoólicos Anónimos Grupo 1 de Maio


TAGSAlcoolismo alcoolismo alcoólicos anónimos alcoolicos anónimos drogas solidão solidão depresão depresao angustia, ajuda, aa a.a AA grpos grupos auto ajuda auto-ajuda passos tradições tradicoes ajuda on line médicos clínicas medicas homens mulheres jovens consumo noites festas coragem coragem de mudar sapo Iol clix aeiou bela cena belacena centros cral.cras centros de tratamento Lisboa porto espinho Algarve ferias condução policia acidentes efeitos ALCOOL Benfica Sporting porto acores AÇORES madeira ilha ilhas Áreas AREAS parar de Beber so por hoje só alegrias tristezas comprimidos medicamentos drunfos efeitos efeitos de drogas dependências miséria relacionamentos casamentos divórcios filhos família famílias CHAT NOS
Total de visitas: 152406
6ª Tradição de A.A.

SEXTA TRADIÇÃO

UM GRUPO DE AA NUNCA DEVERÁ ENDOSSAR,FINANCIAR OU EMPRESPAR O NOME AA,
A NENHUMA ENTIDADE PARECIDA OU EMPREEDIMENTO ALHEIA,PARA EVITAR QUE PROBLEMAS DE DINHEIRO,PROPRIEDADE E PRESTÍGIO NOS AFASTEM DO NOSSO PROPÓSITO PRIMORDIAL.


Assim que vimos que havia uma resposta para o alcoolismo, Tivemos a sensação de também encontrado a solução para
Muitas outras coisas .Muito de nós pensámos que os grupos de AA poderiam montar empresa, financiar qualquer tipo
Demos ser nosso dever aplicar toda a influencia do nome de AA
A qualquer causa meritória.
Estas são algumas das coisas com que sonhámos .Como os
Hospitais não acolhiam bem os alcoólicos ,pesamos construir a
Nossa própria cadeia de hospitais. As pessoas precisavam de
Saber o que era o alcoolismo, por isso iríamos educar o público
E até redigir de novo manuais escolares e texto médicos.
Iríamos juntar os desamparados, escolher os que poderiam
Reabilitar-se e fazer com que os restantes pudessem ganhar a vida numa espécie de isolamento do tipo quarentena. Talvez pudéssemos obter destas iniciativas grandes somas de dinheiro que nos permitiram financiar outros empreendimentos sonhados.
Pensámos seriamente em redigir de novo as leis do país de modo a que fosse declarado que os alcoólicos são pessoas doentes. Nunca mais seriam presos; os juízes iriam dar-lhe liberdade condicional sob nossa custódia. Iríamos estender AA
Ás zonas escuras da toxicodependência e da criminalidade. Iríamos agrupar pessoas deprimidas e paranóicas. Quando mais profundo fosse a neurose mais iríamos gostar de lidar ERA LOGICO quer se pudesse ser debelado então qualquer outro
Problema também o poderia ser.
Lembremo-nos que poderíamos levar o nosso contributo até
Ás fabricas e fazer com que operários e capitalistas se amassem
Uns aos outros .A nossa hostilize intranquilo podaria ,em breve
Sanar a politica .Apoiados na religião e na medicina poderíamos ajudar a resolver os seus conflito. Tendo aprendido
A viver tão feliz, iríamos mostrar a todos a gente o caminho
Para essa felicidade .Parecia evidente que a nossa sociedade de
ALCOOLICO ANONIMOS poderia tornar-se na ponta de lança de uma novo progresso espiritual! Poderíamos transformar o mundo.
Sim nós os AA sonhamos esse sonhos. Era natural ,já que a maioria doa alcoólicos são idealistas falhados. Quando todos
Nós tínhamos alimentado altos ideias, planeado grandes
Feitos e dado corpo de ideias arrojadas .Somos projeccionistas
Que não conseguindo a refeição .Fomos para o outro extremo e contentamo-nos com a garrafa e o esquecimento total.
A providencia através de AA e colocou ao nosso alcance as mais altas expectativas. Então por que não partilhar com os outros o nosso modo de vida?
Consequentemente tentamos hospitais AA- todos fracassaram
Iniciai Porque não se pode por um grupo de AA a fazer negócios;
Também a educação e quanto começaram a enaltecer praticamente os méritos de tas ou daquela tendência pedagogia, as pessoas ficaram confusas .Afinal ,AA reabilitavas alcoólicos ou era um projecto educativo? Seria um movimento reformistas? Consternados, vimo-nos ligados a toda
O tipo de empresas algumas boas outras em tanto. Vendo alcoólicos confinados conta vontade a prisão ou asilos começaram a levantar bem alto a nossa voz “devido haver uma lei !”OS AA começaram a dar murros na mesa das salas das comissões legislativas e a fazer campanha por uma reforma legal o que deu lugar a bons títulos nos jornalistas pouco mais. Vimos que em breve iríamos estar atolados em politica. Mesmo no seio de AA vimos que era forçoso retirar o nome de AA dos clubes e dos centros de DOZE PASSO.
Estas peripécias implantaram em nós a convicção profunda de que em caso algum poderíamos apoiar qualquer iniciativa
Relacionada com alcoolismo por muito boa que fosse .Nós os ALCOÓLICOS ANÓNIMOS, NÃO podaríamos ser tudo para todos
Nem o deveríamos tentar.
Há alguns anos este princípio de “não endosso” foi submetido a um teste vital alguns das maiores companhias destiladores
Resolveram entra no campo da educação sobre o álcool:
Pensavam que seria bom para venda de bebidas mostrar
Um sentido responsabilidade publica ,queriam explicar que as
Bebidas deveriam ser apreciadas e não de mal usadas;
Os grandes bebedores deveriam beber menos e os bebedores problema -alcoólicos não deveriam beber.
Numa das suas associações comerciais surgiu a questão de
Como esta componha deviria ser conduzida .Claro que iriam utilizar os recurso da rádio empresa e cinema para difundir a
Sua mensagem .Mas o tipo de pessoa deveria dirigir o trabalho?
Pensaram imediatamente em alcoólicos anónimos .Se conseguissem encontrar nas nossas fileiras um bom agente de relações publicas porque não ser ele a pessoa ideal? Certamente
Que reconhecia bem o problema. A sua ligação a AA seria valiosa ,uma vez que a comunidade era muito bem vista pelo
Publico e não tinha um único inimigo no mundo.
Rapidamente descobriram o homem indicado um AA com a experiência necessária .Ele foi logo á sede do AA em NOVA IORQUE perguntar “há alguma coisa na nossa tradição que surgiria que não devo aceitar um trabalho como esse? Parece-me adequado este tipo de educação e não é demasiado controverso. Vocês da sede vêem algum problema nisso?”
Á primeira vista parecia uma coisa boa .Depois começaram surgir as duvidas .A associação queria que usar o nome completo do nosso membro em todas as sua publicidade;
Ele seria apresentado simultaneamente como o director de publicidade e como um membro de A alcoolismos Anónimos Claro que não poderia haver a mínima objecção se uma associação
Desde contratasse um membro de AA unicamente pela sua capacidade de relação publica e pelos seu conhecimento de alcoolismo. Mas isto não
Era tudo ,pois ,neste caso não só um membro de AA quebrava
O seu anonimato a nível público como ligava na mente de
Milhões de pessoas, o nome de alcoólico anónimo a este projecto educativo específico. Era natural que parecesse que AA agora apoiava a educação com um tipo de publicidade
Das associações comerciais de bebidas.
Assim que vimos este facto comprometedor exactamente
Como ele era perguntamos aos candidato a director de publicidade como é que se sentia a esse respeito.”livra!”
Disse ele. Claro que não posso aceitar o lugar .Antes de secar a tinta do primeiro anúncio iria ouvir-se o clamor dos protestos do abstémios. Iram andar de candeia na mão á procura de um
AA honesto para defender o seu tipo de educação. AA ira meter-se exactamente no meio da polémica entre os defensores da sei seca e os defensores da sua abolição .Metade da população deste país iria pensar que apoiávamos a lei seca, a outra metade que apoiávamos os defensores da sua anulação
Que confusão”!
“Apesar disso”,dissemos ,”a face da lei, assiste-lhe o direito
De aceitar este trabalho”.
“Eu sei” disse ele. Mas não é altura para legalidades.
Alcoólicos Anónimos salvou a minha vida e está em primeiro lugar. Certamente que não serei eu a pôr AA em risco, que é o que iria acontecer!”
Relativamente a endosso, o nosso amigo tinha dito tudo.
Vimos, como nunca tínhamos visto ,que não podíamos emprestar o nome de AA a nenhuma outra causa que não
Fosse a nossa.


Criar um Site Grátis   |   Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net