Sites Grátis no Comunidades.net

Alcoólicos Anónimos Grupo 1 de Maio


TAGSAlcoolismo alcoolismo alcoólicos anónimos alcoolicos anónimos drogas solidão solidão depresão depresao angustia, ajuda, aa a.a AA grpos grupos auto ajuda auto-ajuda passos tradições tradicoes ajuda on line médicos clínicas medicas homens mulheres jovens consumo noites festas coragem coragem de mudar sapo Iol clix aeiou bela cena belacena centros cral.cras centros de tratamento Lisboa porto espinho Algarve ferias condução policia acidentes efeitos ALCOOL Benfica Sporting porto acores AÇORES madeira ilha ilhas Áreas AREAS parar de Beber so por hoje só alegrias tristezas comprimidos medicamentos drunfos efeitos efeitos de drogas dependências miséria relacionamentos casamentos divórcios filhos família famílias CHAT NOS
Total de visitas: 148730
5ª Tradição de A.A.

QUINTA TRADIÇÃO

CADA GRUPO TEM APENAS UM PROPÓSITO PRIMORDIAL-LEVAR A SUA MENSAGEM ao QUE AINDA SOFRE.

“Sapateiro, cinge-te ao teu oficio!”… É melhor fazer uma coisa extremamente bem do que muitas ,mal. Este é o temos central desta tradição . Em torno dele a nossa sociedade agrupa-se em unidade .A própria vida da comunidade requer a preservação deste princípio.
ALCOÓLICOS ANÓNIMOS pode comparar se a um grupo médicos que encontra uma cura para o cancro e de cujo trabalho concertado dependa a solução para os sofredores destas doenças. Neste caso em tal grupo médicos poderia por vezes desejar lidada , cada um desse medico poderia por vez de trabalho por vezes desejar dedicar-se á sua área específica em vez de trabalhar somente em equipa .Porem tendo eles descoberto a cura e tornando se óbvio que só pelo seu esforço conjugado ela é possível, então todos iriam sentir-se obrigados a dedicar-se exclusivamente ao tratamento do cancro. No esplendor deste descoberta miraculosa, qualquer medico piorio de parte as suas outras ambições, qualquer que fosse o custo pessoal.
Igualmente vinculados pela obrigação estão os membros de ALCOÓLICOS ANONIMOS que demonstraram que podem ajudar bebedores problema como outros raramente podem, o raro talento dos AA para se identificar com o recém-chegado e
Orienta-lo na caminha da recuperação não depende de maneira alguma dos seus conhecimentos da sua eloquência ou de outra qualquer capacidade especial. A única coisa que importa é que ele é um alcoólico que encontrou o caminho da sobriedade .Entre alcoólicos este legados de sofrimento e de recuperação são partilhados com toda a espontaneidade. Esta é a divida que deus nos deu e passa-la a outros como nós é o único propósito que hoje anima os AA de todo o mundo.
Há uma outra razão para este singularidade de propósito.
Sabemos que o grande paradoxo de AA é que raramente podemos manter a preciosa dádiva de sobriedade,
A não ser a passagem a outros. Se um grupo de médicos
Tivesse a cura do cancro, iria ter problemas de consciência se falhasse nessa missão por motivos egoístas .Connosco ,se negligenciarmos aqueles que ainda estão doentes, estaremos permanentemente a pôr em risco as nossas vidas e a nossa sanidade. Sobe estas compulsões de auto preservação dever e de amor, não é de estranhar que a Associação tenha concluído que a única importante missão de que se sente incumbida é levar a mensagem de AA àqueles que não sabem que há uma saída.
Realçando a sabedoria do propósito única de AA uma dos seus membros conta a seguinte história:
“Certo dia agitado por uma forte inquietação, senti que o melhor era fazer trabalho de décimo segundo passo.
Talvez devesse acautelar-me contra um deslize. Mas, primeiro, tinha de encontrar um alcoólico com quem trabalhar.
Assim apanhei o metropolitano para o Towns Hospital onde perguntei ao DrSILKWORTH se tinha algum candidato .Nada muito promissor “disse o pequeno medico “.Só há um individuo no terceiro andar que pode ser uma possibilidade, mas é um irlandês extremamente rude .Nunca vi um homem tão obstinado .Diz aos grupos que se o sócio o tratasse melhor e a mulher o deixasse em paz resolveria o problema de alcoólico .Já teve um ataque grave de deliriam termos está muito confuso e desconfia de todos .Parece um caso difícil, não é? Mas trabalhar como ele poderá ajudá-lo a si: por que não experimentar?
Daí a pouco estava eu sentado ao lado de um homenzarrão Decididamente pouco amigável fixava-me com olhos quem eram fendas na sua cura vermelha e inchada. Tive de concordar parecia não estar nada bem contudo contei-lhe a minha historia. Expliquei-lhe que tínhamos uma maravilhosa comunidade em que nos compreendíamos bem uns aos outros.
Realcei a falta de esperança do alcoólico. Insistir que outros alcoólicos poderiam reabilitar-se sem ajuda mas que nos nossos grupos conseguíamos fazer juntos troça e assegurou que ele mesmo se encarregaria da mulher, do sócio e do alcoolismo. Sarcasticamente perguntou “quanto custa o seu plano?”Senti-me satisfeito por lhe dizer “Nada”.
“Claro que a reposta foi: A minha própria sobriedade e um vida feliz”.”Ainda duvidoso, perguntou quer mesmo dizer que a única razão por estar por que estar aqui é para tentar ajudar-me e ajudar-se a si próprio? “Sim,
disse eu .É apenas isso .Não há qualquer artimanha”.”a seguir,
hesitante aventurei-me a falar do espiritual do nosso programa
.Que olhar gelado me deito aquele alcoólico ! Assim que a palavra “espiritual” me saiu da boca explodiu logo
.Agora percebo! Você anda a tentar arranjar prosélitos para uma maldita seita religiosa qualquer. De onde vem essa coisa de não haver artimanha? Eu pertenço a uma igreja que é tus para mim. Que grande lata vir aqui falar de religião! Graças aos céus que encontrei uma resposta adequada. Esta resposta estava directamente baseada no único propósito de AA você tem fé, disse-lhe. Talvez uma fé mais profunda que a minha. Sem dúvida saber mais de religião do que eu .Por isso não lhe posso dizer nada sobre religião. Nem sequer quero tentar. Aposto, também ,que você me poderia dar uma definição perfeita de humildade mas por aquilo que me disse de si próprio e dos seus problemas e de como se propõe resolve-los acho que sei o que é que está errado!”Está bem disse ele .Diga-me então o que tem a dizer”.BEM disse eureka penso que você é apenas um irlandês presunçoso que pode controlar tudo.
Aquilo realmente abalou-o mas á medida que ia acalmando começou mesmo a ouvir-me enquanto eu tentava mostrar-lhe que a humildade era a principal chave para a sobriedade . Finalmente viu que não estava a tentar mudar as suas ideias religiosas e que queria que ele encontrasse na sua religião a graça que o iria ajudar na recuperação .Desse momento em diante passámos a entender-nos .Agora Conclui o membro antigo suponhamos que eu tivesse sido obrigado a falar a este homem em termos religiosos? Suponhamos que a minha resposta tivesse sido que AA precisava de muito dinheiro que AA se envolvia com educação ,hospitais e reabilitação? Suponhamos que me tivesse proposto ajudá-lo nos seus assuntos domésticos e profissionais? aonde teríamos ido para? A lado nenhum ,claro. Anos mais tarde ,este obstinado irlandes gostava de dizer “ o meu padrinho vendeu-me uma ideia a da sobriedade .Na altura era a única coisa que eu poderia comprar”.



Criar um Site Grátis   |   Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net