Sites Grátis no Comunidades.net

Alcoólicos Anónimos Grupo 1 de Maio


TAGSAlcoolismo alcoolismo alcoólicos anónimos alcoolicos anónimos drogas solidão solidão depresão depresao angustia, ajuda, aa a.a AA grpos grupos auto ajuda auto-ajuda passos tradições tradicoes ajuda on line médicos clínicas medicas homens mulheres jovens consumo noites festas coragem coragem de mudar sapo Iol clix aeiou bela cena belacena centros cral.cras centros de tratamento Lisboa porto espinho Algarve ferias condução policia acidentes efeitos ALCOOL Benfica Sporting porto acores AÇORES madeira ilha ilhas Áreas AREAS parar de Beber so por hoje só alegrias tristezas comprimidos medicamentos drunfos efeitos efeitos de drogas dependências miséria relacionamentos casamentos divórcios filhos família famílias CHAT NOS
Total de visitas: 148720
4ª Tradição de A.A.

QUARTA TRADIÇÃO

Cada grupo deverá ser autónomo,execto em assuntos que afectem outros grupos ou AA como um todo.

Autonomia é uma palavra cara .Mas ,para nós,significa muito simplesmente que cada grupo de AA pode cuidar dos seus assuntos exactamente como entender, excepto quando AA como um todo é ameaçado. Coloca-se agora a mesma questão que se levantou na PRIMEIRA TRADIÃO .Não será imprudente e perigoso ter tanto liberdade?
Experimentámos, ao longo dos anos, todos as variação imagináveis dos DOZES PASSOS e das DOZES TRADIÇÕES. Tinha que ser assim uma vez que somos maiorítamente, uma conjunto de temerariamente como todo o tipo de fogo para emergirá incólumes e, pesamos, mais sensato. Estas mesmas variações criaram um vasto processo, tentativa e erro que, pela graça de deus ,nos trouxe até onde estamos hoje.
Quando as tradições de AA foram publicadas pela primeira vez, em 1946,tínhamos adquirido a certeza de que um grupo,AA podia suportar quase qualquer embate. Vimos que o grupo exactamente como o indivídua tinha que se seguir, mais cedo ou mais tarde, aqueles princípios já experimentados que garantem a sua sobrevivência .Descobrimos que o processo de tentativa e
Erro é presenteamento seguro .Estávamos tão confiantes que a tradição original de AA incluído esta frase marcante:qiaisquer dois ou três alcoólicos que se juntam com o objectivo permanecerem sóbrios podem chamar-se a si próprio um grupo de AA desde que, como grupo ,não tenham outra filiação.
Claro que isto queria dizer que nos tinha sido dada coragem para podermos considerar cada grupo de AA como uma entidade individual capaz de confiar inteiramente na própria consciência para orientar a sua acção.
Ao consagra tamanha liberdade, achámos necessário assinalar apenas dois sinais de perigo: um grupo não podia fazer nada que prejudicasse gravemente AA. Como um todo,nem podia associar-se a nada nem a ninguém .Haveria grande perigo se começássemos a chamar a chamar a alguns grupos “molhados”
Ou 2 “seco” a outros “republicanos”. ou “comunista”,e a outros ainda “catolico” ou “protestantes”, o grupo AA tinha que manter o seu rumo ou estaria irremediavelmente perdido. A sobriedade tinha de ser o seu único objectivo, em todos os outros aspectos ,havia liberdade total de escolha e de acção ,cada grupo tinha o direito de errar.
Nos primeiros tempos de AA, começaram a formar-se muitos grupos entusiastas .Num cidade a que chamaremos MIDDLETON, apareceu um que espectaculares pessoas da cidade estavam excitadíssimos ,deslumbrados, os membros mais antigos sonhavam com inovação ,acharam que a cidade precisava de um grande centro para alcoólicos uma espécie de modelo experimental que outros grupos AA podiam copiar em todo lado. Começando pelo primeiro andar haveria um clube ;no segundo piso parava-se de beber e dava-se dinheiro para se pagarem as dívidas; o terceiro piso seria ocupado por um projecto educativo - não controverso, é claro. Em imaginação, o brilhante centro teria ainda mais andares ,mas, para começar, três seram o suficiente .Isto exigia muito dinheiro-dinheiro de outras pessoas .Acreditem ou não os riscos da cidade concordaram com ideias.
Entre os alcoólicos havia ,no entanto. Alguns dissidentes conservadores .Escreveram para os escritórios centrais da fundação em NOVA IORQUE querendo os saber mais sobre este tipo de dinamismo. Descobriram que os mais antigos tinham pedido á fundação uma licença,para cimentar o seu projeto .Estes poucos estavam perturbados e cépticos.
Claro que havia um promotor no projecto-um super promotor.
Pelo sua eloquencia dissipou a todos os receios,apesar de a fundação ter recusado o alvará e dito que empreendimentos
Que misturavam um grupo de AA com medicação e educaçao tinham falhado noutros ligares. Para não correr riscos o promotor organizou três corporações e fez-se presidente de todas elas.Pintado de fresco,o novo centro brilhava.O bem-estas espalhou-se pela cidade e as coisas começaram a funcionamento contínua e sem falhas adoptaram-se sessenta e umas regras e nomes. Infelizmente, este cenário brilhante nao tardou a escurecer.A confusao substitui a serenidade,descobrui-se que alguns bêbedos ansiavam potr ter uma formação ,mas tinham dúvidas sobre se eram alcoólicos .Os defeitos de personalidade de outros podiam ,talvez,ser curados com um empréstimo.alguns tinha espirito associtivo mas apenas no sentido de cuidar do seu coração solitaruio. por vezes a multidão de candidatos pronpunha-se a todos os três piso.Alguns comevam pelo último e acabavam no primeiro fazendo-se membros do clubo outras começavam no clube embedava-se erm hostitalizados e tornan-e aptos para a educação no terceiro piso.era de facto umacolmeia de actividade mas ao contrario da colmeia era uma confusão total.Descobriu-se demasiado tarde que um gro de AA,como tal tinha simplesmente capacidade para um projecto deste.Veio entao a inevitável explosão qualquer coisa parecida com explosão de uma cadeira de um a fabrica.Uma gelada névoa de medo e frustração abateu-se sobre o grupo.
Quando se dissipou tinha aconhecido uma coisa maravilhosa.O principal promotor escreveu para o escritorio da fundação dizendo que deveria ter dado mais atenção á experiencia de AA-A seguir fez outra coisa que se tornaria num classico de AA. Aenviou um cartão sensivemente do tamanho de um marcador de golfe,que dizia na capa grupo nº1 de MIDDLETON. Rega nº62 quando aberto saltava á cheia de humor nao te leves demasiado a sério.Foi assim que sob a quarta tradição um grupo de AA exercu o seu direito de erro.Para além disso o grupo prestou um grande serviço a alcoólicos Anónimos didpondo se com humildade a plicar as lições que aprendeu.recompôs-se com uma gragalhada e dedicou-se a coisa melhores.A té o principal arquitecto de pé nas ruínas do seu sonho conseguia rir-se de si próprio-e issoé o cúmulo da humildade.



Criar um Site Grátis   |   Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites Grátis no Comunidades.net